Compartilhe:

Cerca de 110 mil jovens com idade entre 15 e 18 anos tiraram seu título de eleitor pela primeira vez em Minas Gerais nos três primeiros meses de 2022.

O número corresponde a 9,6% dos 1.144.481 novos eleitores nesta faixa etária que fizeram seu primeiro cadastro eleitoral entre janeiro e março deste ano. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), esta é a maior procura pelo título de eleitor em um ano de eleições gerais quando comparada aos pleitos de 2018 e 2014, quando foram emitidos 877.082 e 854.838 novos títulos, respectivamente.

Segundo maior colégio eleitoral do Brasil, Minas Gerais registrou exatamente a segunda maior procura de novos eleitores na faixa etária entre 15 e 18 anos entre todos os estados e o Distrito Federal, atrás apenas de São Paulo, que computou 251.500 novos eleitores adolescentes, o que corresponde a 22% do total registrado no país. Na sequência, aparecem Rio de Janeiro, com 82.380 novos eleitores entre os jovens (7,2% do total); Paraná, com 67.332 (5,9%); e Pernambuco, com 63.532 (5,6%).

No Brasil, o voto é facultativo para os adolescentes de 16 e 17 anos. Vale lembrar que a Resolução do TSE nº 23.659/2021, que trata da gestão do cadastro eleitoral e outros serviços eleitorais para as eleições 2022, define que o alistamento eleitoral é facultativo aos adolescentes de 15 anos a partir do momento em que completam essa idade. Porém, mesmo com o título de eleitor, esses jovens só poderão votar caso já tenham completado 16 anos no dia do primeiro turno da eleição, que este ano será realizado em 2 de outubro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.