Compartilhe:

Mais um caso de raiva humana foi confirmado em Minas nesta segunda-feira(20) pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).  A vítima é um menino de 5 anos que morreu em 17 de abril. Os casos foram registrados em Bertópolis, no Vale do Jequitinhonha.

Conforme a pasta, o menino estava sem sinais de mordida. Apesar disso, o óbito foi investigado pela proximidade da criança com as demais vítimas. As autoridades ainda investigam as circunstâncias do contágio.

Um quarto caso está em investigação. Trata-se de uma menina de 11 anos, que apresentou sintomas como febre e dor de cabeça constante.

A SES-MG enviou mais doses de vacinas antirrábicas para a comunidade de Bertópolis para completar o esquema vacinal da comunidade rural de Bertópolis, local de ocorrência dos casos.

Até 28 de abril, 982 pessoas das 1.037 da comunidade rural do município de Bertópolis já haviam sido vacinadas com a primeira dose da vacina contra a raiva humana. Outras 802 pessoas tomaram a segunda dose.

Raiva 

O vírus da raiva é transmitido a partir da saliva de um mamífero contaminado. Os casos mais comuns de contaminação são por mordidas, arranhões e lambidas em machucados.

Apesar de o transmissor mais comum da doença ser o morcego, há também contaminação da “raiva doméstica” ou “raiva urbana”, em que o vírus é transmitido por cães e gatos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.