Compartilhe:

“Idosos e enfermos ficam desobrigados do compromisso cristão católico de participar das missas semanais”. Foi o que comunicou neste sábado (14) arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Dom Walmor Oliveira de Azevedo.

Medida foi tomada em razão da pandemia do novo coronavírus, que já fez pelo menos quatro vítimas em Minas Gerais: duas mulheres em Ipatinga e Divinópolis, e um homem de Belo Horizonte e outro em Juiz de Fora.

Outras recomendações também foram divulgadas pelas arquidiocese, como:

– Receber a Sagrada Eucaristia nas mãos, suspender o abraço da paz e não se dar as mãos na oração do Pai-Nosso.

– Suspender, por quinze dias, a realização de encontros, assembleias, seminários e outros eventos que contribuam para aglomerar pessoas;

– Redobrar os cuidados com a limpeza e facilitar para que os fiéis tenham acesso a álcool em gel;

– Suspender mutirão de confissões nas comunidades paroquiais;

– Suspender por 15 dias a catequese;

– Quando possível, evangelizadores organizarem celebrações em espaços abertos, especialmente as que reúnem mais pessoas, e mantenham as Igrejas mais arejadas.

– Intensificar a promoção de momentos de oração e preces a Deus para que nos livre deste e de muitos males que atentam contra a vida na sociedade.

“Este desafio é oportunidade para um recomeço, remodelações de processos e adoção de novos modos de viver na casa comum, no profético horizonte da ecologia integral”, disse Dom Walmor.

Informações O Tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *