Compartilhe:

Onze pessoas foram presas durante a operação Saint Nicolas II, deflagrada pela Polícia Federal (PF), na manhã dessa terça-feira (31), para combater a exploração sexual infantil na internet em pelo menos nove cidades mineiras. Os policiais saíram às ruas para cumprirem 14 mandados de prisão, expedidos pela 35ª Vara Federal de Belo Horizonte. Dois dos alvos estavam em Juiz de Fora, onde não foram realizadas prisões em flagrante.

De acordo com balanço divulgado pela PF, quatro pessoas foram presas na grande Belo Horizonte, sendo três delas em flagrante e uma por meio de mandado de prisão temporária. Mais dois suspeitos foram detidos em Ipatinga. Também houve capturas nas cidades de Paracatu, Patos de Minas, Uberaba, Governador Valadares e Montes Claros, além de buscas em Divinópolis.
De acordo com a PF, as investigações tiveram início com a utilização de ferramentas e técnicas investigativas para a coleta de informações na internet e identificação de usuários que compartilham ou comercializam esse tipo de conteúdo de maneira frequente. Dessa forma, a ação buscou reprimir o consumo e o compartilhamento de arquivos de imagem e vídeo com cenas de abuso infantil em todo o Estado de Minas Gerais.
Os 11 presos na operação foram encaminhados para o sistema prisional. Eles devem responder pela divulgação de arquivos que contenham cenas de sexo envolvendo criança ou adolescente e pelo armazenamento desse tipo de conteúdo. Os crimes estão previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), com penas que podem chegar a dez anos de reclusão e multa.
Via Jornal Tribuna de Minas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.