Compartilhe:

Minas Gerais está no meio do caminho da cobertura vacinal da dose de reforço contra a Covid-19, de acordo com o painel Vacinômetro. Apenas 50% do público alvo recebeu o imunizante. São cerca de 5 milhões de mineiros que já poderiam ter recebido a dose de reforço, mas estão com o cartão de vacina atrasado.

De acordo com levantamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES), considerando o prazo para se receber a dose de reforço – de quatro meses a partir da aplicação da segunda dose, e de dois meses a partir da aplicação da dose única –  há, atualmente, 13,2 milhões de pessoas no Estado aptas a recebê-la.

Uma vez que existe registro de 8,1 milhões dessas doses aplicadas em Minas Gerais, segundo dados do painel Vacinômetro, restariam ainda 5,1 milhões de pessoas elegíveis para tomar o reforço e que não o fizeram.

Já a vacinação da população com mais de cinco anos de idade com o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única) atingiu 82% de cobertura,

“Confiem na vacina. Ela é segura e eficaz. A dose de reforço é fundamental para evitar hospitalizações e óbitos por covid, principalmente entre os grupos mais vulneráveis”, afirma o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti.

“Temos vacinas disponíveis em Minas Gerais, distribuídas para todos os municípios. A população precisa entender que o reforço é fundamental para a sua proteção contra a doença. Faço um apelo para que todos procurem o posto de saúde mais próximo e coloque o cartão de vacina em dia”, ressalta o secretário.

O TEMPO

LEIA TAMBÉM

Barroso precisa vacinar mais 15% da população com a terceira dose para liberar máscaras em ambientes fechados. Entenda!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.