Compartilhe:
Moradores de Santa Rita de Jacutinga, Bom Jardim de Minas e outras cidades da Zona da Mata estão preocupados com a instalação de duas usinas hidrelétricas na região. É que, segundo o movimento SOS Cachoeiras, os empreendimentos podem resultar na extinção de, ao menos, sete cachoeiras desses municípios – as estruturas poderiam reduzir em até 80% a vazão dos rios Jacutinga e Bananal, diminuindo os fluxos de água que formam as quedas. Só em Santa Rita de Jacutinga, 50 empresas e 300 postos de trabalho estariam em risco, segundo a prefeitura.
Os empreendimentos em questão são as Centrais Geradoras Hidroelétricas (CGHs) Moinhos e Sêneca – projetos das empresas Welt Energia e Hy Brazil, respectivamente. Com a instalação deles, de acordo com o secretário de Turismo de Santa Rita de Jacutinga, Gil Cunha, a vazão mínima (chamada de “ecológica”) dos rios, garantida pelas empresas, não é ideal.
“Estudos apresentados pelas empresas apontam que é preciso garantir uma vazão ecológica. No caso da Moinhos, o levantamento aponta que se trata de 20% da vazão. A gente sabe que, em agosto, com a seca, o rio praticamente ‘míngua’. Ficando 20% do volume mínimo, isso vai matar as cachoeiras”, explicou.
A prefeitura da cidade informou que o turismo é a segunda atividade econômica mais importante da região, ficando atrás apenas da pecuária. “Somente aqui, em Jacutinga, temos 50 empresas que lidam com o turismo e geram cerca de 300 empregos. Isso é algo que nenhum usina poderia compensar, e já analisamos essa conta”, acrescentou Cunha.
O prefeito Alexsandro Lamdim (DEM) concorda com o colega.“Já temos duas (usinas) em nosso município, e esses empreendimentos não vão gerar renda nem emprego para o município. Pelo contrário, vão prejudicar o nosso turismo”, disse Lamdim. Entre as sete cachoeiras que podem ser impactadas está a do Pacau. A queda d’água de 90 m é procurada pelos praticantes de cascading – rapel praticado em cascatas e cachoeiras.

Com informações O Tempo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.