Compartilhe:

Uma possível morte por dengue está sendo investigada em Barbacena. O óbito investigado é de um homem que deu entrada no Hospital Regional no último dia 20 de janeiro com outra condição clínica já pré-existente e evoluiu para um estado de saúde grave no decorrer da semana, com disfunção de alguns órgãos e também hemorragia.

Segundo a chefe da vigilância epidemiológica, Andressa Guedes Duque, foram realizados exames de sorologia para possível identificação de febres hemorrágicas como febre amarela, leptospirose, dengue e chikungunya.

“Para a leptospirose e para a febre maculosa os resultados parciais deram não reagentes, mas aguardamos a finalização do processo, de análise dos dados e dos demais exames”, explicou à TV Integração.

Ainda de acordo com Andressa Guedes, a incidência da doença está em todos os bairros da cidade e, por isso, são realizadas ações de campo como fumacê, vistoria de imóveis, atendimento de denúncias e desenvolvimento de um plano de ação voltado não só para a vigilância sanitária, mas também para o saneamento ambiental.

Até quarta-feira (31), Barbacena tinha 76 casos positivos de dengue.

Seis mortes suspeitas por dengue são investigadas na Zona da Mata e Campo das Vertentes no início de 2024. Os dados são do Painel de Monitoramento da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e das prefeituras. O número é três vezes maior do que o registrado no mesmo período no ano passado, quando foram 2 notificações.

Conforme a SES-MG, as cidades de Piau (1), Tocantins (1), Ubá (1) e Cataguases (2) foram os municípios que contabilizaram óbitos pela doença nos 31 dias de 2024. Já em Barbacena, a morte em apuração ainda não consta no painel do estado, mas já foi notificada pela Prefeitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *