Compartilhe:

A 24ª Campanha de Vacinação contra a Influenza será realizada, neste ano, entre 4/4 e 3/6. Em Minas Gerais, a estimativa é que 8.299.488 pessoas estejam incluídas nos grupos prioritários para a vacinação. A imunização tem como objetivo a redução das complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da Influenza. A vacina é gratuita e está disponível nas Unidades Básicas de Saúde de todo o estado.

O Ministério da Saúde já divulgou o cronograma da campanha, que terá duas etapas, segundo a população prioritária para a vacinação. A primeira fase vai até 30/4 e será direcionada aos idosos com 60 anos ou mais de idade e trabalhadores da saúde.

Já na segunda etapa, de 2/5 a 3/6, as doses serão direcionadas ao público infantil, gestantes e puérperas, indígenas, professores, pessoas com comorbidades e deficientes permanentes, além das Forças Armadas, de segurança e salvamento, dentre outros.

O dia D de mobilização nacional está marcado para 30/4. Nesta data, as crianças de seis meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias) também devem ser imunizadas.

Segundo a coordenadora estadual do Programa de Imunizações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Josianne Gusmão, mesmo quem se imunizou contra Influenza em 2021 e faz parte dos grupos prioritários da campanha deste ano deve tomar a vacina novamente.

“A meta é imunizar 90% das pessoas incluídas nos grupos prioritários”, afirma a coordenadora. A SES-MG já iniciou a distribuição do imunizante para as Unidades Regionais de Saúde.

Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2021 foram aplicadas 4.541.451 doses da vacina contra a influenza em Minas Gerais nos grupos prioritários (crianças, trabalhadores na saúde, gestantes, puérperas, indígenas e idosos). A cobertura foi de 79,2% desse público.

Cronograma da 24ª Campanha de Vacinação contra a Influenza

Primeira etapa – 4 a 30/4

  • Idosos com 60 anos ou mais;
  • Trabalhadores da saúde.

Segunda etapa – de 2/5 a 3/6

  • Crianças (6 meses a < de 5 anos);
  • Gestantes e puérperas;
  • Povos indígenas;
  • Professores;
  • Pessoas com comorbidades;
  • Pessoas com deficiência permanente;
  • Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;
  • Trabalhadores Portuários;
  • Forças de segurança, salvamento e Forças Armadas;
  • População privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.

Com informações: Agência Minas 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.