Compartilhe:

A segurança e a redução da criminalidade em Minas Gerais, em muito explicada pelo distanciamento social por causa da pandemia de COVID-19, não são compartilhadas por todos os mineiros.

Entre janeiro e o dia 20 de abril, das 79 áreas atendidas por unidades da Polícia Militar em municípios sede, 37 (46,8%) apresentaram aumento de homicídios tomando por base o mesmo período de 2019.

Os números são de pesquisa ao Armazém do Sistema Integrado de Defesa Social (Sids) detalhando as ocorrências com vítimas de homicídio em batalhões e companhias especiais da corporação, ao qual o Estado de Minas teve acesso com exclusividade.

Só na região do Campo das Vertentes, observando as maiores cidades como Barbacena e São João del Rei, e incluindo Barroso, onde tivemos tentativas de homicídio, os acertos de contas aumentaram e os números de tentativa e homicídios consumados aumentaram durante a pandemia.

Uma das explicações para esse aumento dos crimes, quando se esperava uma redução consistente com o afastamento social, se daria pela oportunidade de acertos entre rivais em áreas de disputa pelo tráfico e outras modalidades criminosas.

As polícias Militar e Civil decidiram não se manifestar sobre os números e as causas da violência nessas comunidades pelo fato de as informações não se tratarem de divulgação oficial de estatísticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *