Compartilhe:

Em menos de cinco meses, 3.043 mineiros perderam as vidas por complicações associadas à Covid-19. A marca significativa foi alcançada após 149 mortes serem confirmadas nas últimas 24 horas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) em boletim epidemiológico dessa terça-feira (4), um recorde desde o início da pandemia. Outras 1.985 contaminações também foram confirmadas no mesmo período.

Agora, já são 135.728 pessoas que testaram positivo para o coronavírus no estado. Dessas, 27.746 seguem em acompanhamento das autoridades de saúde e 104.939 já são consideradas curadas da enfermidade, além das mais de três mil vítimas confirmadas pela pasta estadual até o momento. Ainda segundo o informativo, ao menos 15.032 infectados tiveram de ser internados nas redes pública ou privada de Minas Gerais para tratamento de Covid-19, enquanto 120.696 realizaram isolamento domiciliar.

Antes, o maior número de óbitos notificados em 24 horas havia ocorrido no último dia 22, quando 95 mortes foram confirmadas pela SES. Segundo a pasta estadual, o salto incomum observado nesta terça-feira se deu em função de migração de sistema de notificação de óbitos. A nova plataforma, conforme a secretaria, reduz o tempo entre a ocorrência da morte e a notificação junto à pasta estadual, de modo que os óbitos constatados no informativo não teriam ocorrido recentemente.

BRASIL

O Brasil tem 96.113 mortes por coronavírus confirmadas até as 8h desta quarta-feira (5), segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Veja os números consolidados:

  • 96.113 mortes confirmados
  • 2.809.321 casos confirmados

Na terça-feira (4), às 20h, o balanço indicou: 96.096 mortes, 1.394 em 24 horas. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.066 óbitos, uma variação de 1% em relação aos dados registrados em 14 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *