Compartilhe:

E a luta para saber quem é o pai do polêmico panfleto da campanha de Reinaldo Fonseca (PSDB) em 2016 continua. Em comício relâmpago na noite dessa terça-feira (13), como pede as novas regras das campanhas devido à pandemia, o candidato Antônio Claret (Rede), fez um discurso atribuindo as promessas do panfleto de 2016 ao seu adversário nas eleições municipais, Baldonedo Napoelão (Solidariedade).

Na sua fala (segue o vídeo abaixo), Antônio relembra o panfleto, afirma que a campanha do atual prefeito de Barroso Reinaldo Fonseca (PSDB) errou e faz uma brincadeira com o Programa do Ratinho, do SBT.

“Minhas amigas e meus amigos, toda a cidade sabe que a atual administração sofre com o famigerado panfleto que foi distribuído em 2016 com promessas irrealizáveis. Sim, campanhas cometem erros, a coordenação das campanhas podem cometer erros, é verdade. Mas todos nós sabemos, cada barrosense sabe que se nós levarmos aquele panfleto no Programa do Ratinho pra fazer o exame de DNA, nós vamos saber que o pai daquele panfleto se chama Baldonedo, a mãe daquele panfleto se chama Roberto e o padrinho de batismo daquele panfleto se chama Sidney. Não há como negar isso, não há como esconder, não há como tapar o sol com a peneira”, diz Antônio.

Na afirmação, o candidato Antônio se refere a paternidade do panfleto, além de Baldonedo, ao seu vice Roberto Ferreira (PSDB) e ao candidato a vereador Sidney Campos (Solidariedade), todos considerados braços direito do atual prefeito Reinaldo nas últimas eleições.

 

Procurada pela reportagem, a Campanha de Baldonedo Napoelão declarou que não vai comentar nada sobre o assunto.

PANFLETO

Muito criticado e relembrado a todo momento pelos internautas, o tal panfleto, que tem promessas políticas “absurdas”, quase todos os dias aparece nas redes sociais barrosenses. Além de prometer 800 empregos, o panfleto traz a promessa da construção de 200 casas para os pobres, é este o termo usado, a contratação de quatro médicos para atendimento 24 horas no plantão do hospital de Barroso, distribuição de remédio de graça para o povo e a criação do Bolsa Família Complementar, da prefeitura, no valor de R$100 (cem reais). Por fim, a frase em destaque no panfleto é: “Quem está sempre com o povo sabe daquilo que o povo precisa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *