Compartilhe:

“Não fui eu que escolhi o Vasco – foi o Vasco que me escolheu”, assim a estudante e adestradora de cães, Natália Daniela, de 26 anos, define o seu amor pelo Cruzmaltino carioca. A barbacenense concorre ao concurso musa do brasileirão, para ser a nova musa do Vasco da Gama.

“O concurso funciona de forma totalmente on-line e ocorre durante o ano inteiro até o momento da seleção das candidatas para ser a musa do seu time que vai ser em Outubro. Pode participar do concurso mulheres acima de 18 anos e sem nenhuma limitação de idade, altura, peso, etc”, explica Natalia.

Ainda de acordo com a estudante, o projeto é realizado pela empresa Espaço Luxxus Eirelli (Agência Luxxus) doravante mencionada como organizadora e tem um dos seus organizadores o Felipe Aramuni, responsável pelo projeto.

O concurso não tem votação aberta ao público, mas existem formas de demosntrar apoio a Natalia. ” Tem o  meu perfil na página do concurso musa do brasileirão para as pessoas curtirem. Mas a escolha das musas será feita pela organização do concurso”, ressalta.

Natália diz que não tem uma rotina especial, mas que está criando alguns hábitos para ser preparar para o concurso. “Eu estou cuidando mais de mim, da minha pele, meu   cabelo ( com receitas  caseiras), da minha alimentação e voltei a treinar em casa. E [também] lendo livros, vendo vídeos que me motiva a ser uma pessoa melhor para não  sugar críticas e comentários negativos”, pontua.

Não existem pré-requisitos para participar deste concurso, o principal é o amor pelo clube. “Desde o primeiro momento que eu ouvi falar do Vasco, já criei um amor sem explicação. Para quem torce mesmo e é um vascaíno apaixonado sabe que o time já passou por altos e baixos, mas nada me fez desistir do time. O Vasco da Gama tem uma história linda e traz orgulho aos torcedores. Atualmente muito se fala sobre o racismo e disso o Vasco sabe muito bem, pois foi o primeiro time a ter um jogador negro na história do futebol brasileiro. Sempre foi criticado mais nunca abalado”, afirma.

Por fim, a postulante a musa do Vasco lembra que esse é um sonho antigo. ” É um sonho de adolescência. Quando mais nova eu acompanhava o concurso na televisão, que passava no Caldeirão do Huck e pensava ‘um dia vou estar lá’ e alimentei esse sonho em mim. Os anos se passaram e eu acabei não lembrando mais. Até porque eu sempre fui magra e achava que isso era um impedimento para ser musa, mas hoje eu vejo que não. E logo no início deste ano eu senti Deus falando comigo ‘entra no concurso’, parece um sopro sabe? Fui e entrei no site, olhei todos os prós e contras e fiz minha inscrição. E aqui estou eu tentando ser a nova musa do Vasco. Pode até demorar, mas tudo acontece na hora e momento certo. É com muita ousadia e dedicação que entrei nesse concurso para ganhar”, conclui.

Folha de Barbacena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *