Compartilhe:

A Polícia Militar (PM) registrou 98 ocorrências de estelionato envolvendo o auxílio emergencial na região do Campo das Vertentes. A maioria dos registros ocorreu em Barbacena e São João del Rei.

Durante entrevista ao MG1, o capitão Flávio Tafuri informou que criminosos copiam dados pessoais dos cidadãos e pegam o benefício no site da Caixa como se fossem a própria pessoa.

Conforme o policial, os autores utilizam o artifício em links falsos. “Para evitar, é necessário entrar direto no endereço correto. Não clicar em atalhos de outras redes sociais. Também é importante passar os dados pessoais somente para sites confiáveis”, explicou.

Caso a pessoa note que caiu em algum tipo de golpe, é necessário procurar a Polícia Militar para realizar um Boletim de Ocorrência (BO).

A reportagem procurou a Caixa para saber se o banco gostaria de se manifestar sobre o assunto. A assessoria enviou uma nota. Veja abaixo na íntegra.

Nota da Caixa

“A CAIXA informa que atua de forma conjunta com os órgãos de segurança pública para mitigar riscos de fraudes e garantir nível adequado de segurança no pagamento do Auxílio Emergencial e demais benefícios sociais. Em ações preventivas de monitoramento, são realizados bloqueios de contas para a devida verificação de informações.

O banco esclarece que, a fim de melhorar a jornada do cliente e mitigar filas, atualizou o processo de regularização cadastral, permitindo que grande parte dos usuários possam fazer a atualização de cadastro por meio do CAIXA Tem, enviando a documentação solicitada, sem precisar ir a uma agência.

Já nos casos de recebimento da mensagem “é necessário regularizar o seu acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento”, os usuários devem seguir essa orientação, respeitando o calendário escalonado de recebimento, a fim de evitar busca massiva às agências e consequentes filas.

A CAIXA reforça que o aplicativo CAIXA Tem possui múltiplos mecanismos integrados de segurança, mantendo-se inviolável e seguro. O baixo percentual de fraudes observado deve-se à engenharia social, em que são utilizadas informações, documentos e acessos dos próprios clientes. Assim, recomenda-se utilizar apenas os aplicativos oficiais da CAIXA e jamais compartilhar informações pessoais”.

Auxílio emergencial

O auxílio emergencial foi criado em abril, por meio de uma lei aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A previsão inicial era de que o auxílio fosse pago por três meses, mas a matéria deu a possibilidade de prorrogação do benefício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *