Compartilhe:

Há algumas décadas, o saudoso Raul Seixas profetizou: “A solução pro nosso povo eu vou dá, negócio bom assim ninguém nunca viu.” E concluía que a melhor opção para nossos problemas era alugar o Brasil. Com sua sátira impagável, o Maluco Beleza previa que os brasileiros, por si só, não conseguiriam resolver seus problemas, apesar de todas as riquezas de nossa terra.

Brincadeiras à parte, Raulzito tinha, e tem, certa razão. Nós, os brasileiros, não sabemos administrar o Brasil. Escolhemos a democracia como forma de governo, mas não sabemos como utilizar o voto. Somos torcedores, não eleitores. Nossos representantes, aos borbotões, achincalham nossa vida, debocham de nossa existência e não se preocupam, em nada (em nada mesmo), com o bem estar da população.

Há poucos dias, tivemos duas situações, no mínimo, vexatórias. A Câmara dos Deputados, em meio a uma Pandemia com centenas de milhares de mortes, aos solavancos, colocou em votação e discussão, em um só dia, Emenda Constitucional que dificulta (quase impede, na verdade) prisão de Parlamentares no curso do mandado, mesmo sendo pegos em flagrante (“com a boca na botija”…). Emendas de tal tipo, se interessassem ao povo, e não aos Deputados, demoraria anos na tramitação e aprovação. Ao invés de estarem discutindo questões prementes, que garantam a vida e emprego de brasileiros na Pandemia, pensam apenas em seu próprio “umbigo” e fazem lei para que não sejam presos. Se fossem, de fato, honestos e verdadeiros representantes do povo, não estariam preocupados com isso.

Pior, nosso Presidente Bolsonaro, figura “ímpar” na história de nossa nação, em pronunciamento oficial, disse ser contra o uso de máscaras e que irá cortar verbas de Estados e Municípios que declararem lockdown para conter o avanço da COVID. Meu Deus!!! Em que mundo vive nosso presidente? Será possível que ele não pode dar o braço a torcer e ver que, de fato, errou na condução do país durante a Pandemia? Continuar negando a gravidade da situação, que só piora a cada dia, é demonstrar completo descaso com a população. Se a morte de 250 mil cidadãos não comove o Presidente, o que mais é necessário para ele entender a gravidade da situação?

Se o chefe da nação, desde o início da pandemia, aparece em público sem máscara, e, agora, ainda afirma que a máscara não “serve pra nada”, ao contrário do que TODOS os especialistas afirmam, o que a população pensará? Será que a razão está com o presidente? É um jogo sujo e ridículo. O Brasil, na condução da Pandemia, parece um navio sem timoneiro: totalmente sem rumo.

Enquanto isso, o litro da gasolina chega a R$ 6, o gás de cozinha a R$ 100…
Pobre Brasil. Pobre brasileiro.

Talvez, esteja na hora de seguir os conselho de Raul Seixas e… “Alugar o Brasil”…

por Gian Brandão

2 Comentários

  1. Nosso país é enorme em extensão, por isso é difícil administrar. Uma outra solução, seria fazer como Geografo Dr. Milton Campos, sempre disse: “Esse país tem que ser dividido”.

  2. Atividade essencial é aquela que coloca alimento na casa de um pai de família. Regras rígidas, Lockdown nunca!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *