Compartilhe:

COMUNICADO OFICIAL DA PARÓQUIA DE SANT’ANA

Frente o desafio de contenção da propagação do novo Coronavírus
(COVID-19), e considerando as recomendações contidas no Decreto 113 de 12 de março de 2020 que declara a situação de emergência em saúde pública no Estado de Minas Gerais; fazendo valer as seguintes medidas:

  • Reduzir o contato social, evitando locais fechados e com aglomeração de pessoas, principalmente idosos, doentes crônicos e imunossuprimidos;
  • Evitar o contato físico como aperto de mãos, abraços e beijos;
  • Adotar medidas de higiene das mãos e etiqueta respiratória (conjunto de medidas que devem ser adotadas ao tossir e espirrar);
  • Realizar a limpeza e desinfecção de objetos e superfícies que sejam tocados com frequência, utilizando água e sabão ou friccionar com álcool 70%;
  • Manter os ambientes abertos e arejados naturalmente.

Considerando o que acima é expresso, a Paróquia de Sant’Ana, na pessoa de seu pároco Pe. Claudir Possa Trindade e vigário paroquial, Pe. José Raimundo da Costa, preocupados com o bem estar humano de seus paroquianos e da comunidade católica em geral, faz saber:

  • O cancelamento das procissões de penitência;
  • O cancelamento do Retiro espiritual das pastorais, movimentos, associações, irmandade e ministério que aconteceria no próximo domingo, dia 22 de março no CESAN;
  • O cancelamento provisório dos encontros presenciais do curso de Crisma;
  • O cancelamento provisório dos encontros da catequese;
  • O cancelamento provisório das visitas da imagem de Ns. Sra. Aparecida às casas;
  • O cancelamento provisório dos encontros que se dão na Igreja Matriz: mães que oram pelos Filhos, Terço dos homens e das mulheres e Adoração às quintas-feiras após a missa;
  • O cancelamento, com posterior readequação de datas, da visita pastoral de sua Excelência Dom José Eudes Campos do Nascimento, em nossa comunidade paroquial;
  • A abertura de todas as portas de acesso à Igreja Matriz durante as celebrações da Santa Missa nos dias de semana e finais de semana, garantindo uma melhor circulação de ar no espaço de celebração;
  • A transferência do Santíssimo Sacramento para o sacrário do altar-mor a fim de limitar as manifestações de fé do povo barrosense externadas nas práticas de “tocar a porta do sacrário” ou “beijar o conopéu”;
  • O adiamento, para data ainda incerta, da visita aos enfermos realizada durante o período quaresmal;
  • A não utilização dos folhetos de Missa dominical;
  • A orientação para que os assistidos pelo CEPAS, conscientemente, respeitem a distância de um metro entre si, estabelecido como medida de prevenção do Ministério da saúde e secretaria estadual de saúde;

Além disso, continuam valendo as orientações dadas pela Província Eclesiástica de Juiz de Fora, das quais destacamos:

  • O momento do “abraço da paz” não deve acontecer;
  • A oração do Pai Nosso não deve ser rezada de mãos dadas;
  • A Comunhão deve ser dada apenas nas mãos dos fiéis, e não diretamente na boca.

Barroso, 17 de março de 2020.

Pe. Claudir Possa Trindade – Pároco de Sant’Ana Pe.

José Raimundo da Costa – Vigário Paroquial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *