Compartilhe:

Mesmo sem operações específicas previstas para o período de julho, as polícias rodoviárias Estadual e Federal garantem ações para coibir abusos e infrações nas vias e alertam sobre os cuidados para quem for pegar estrada neste período de esperado incremento no tráfego.

Só no primeiro semestre deste ano, pelo menos 27 pessoas morreram e outras 377 ficaram feridas em 353 acidentes registrados nas principais rodovias da região.

Com maior extensão e intenso fluxo de veículos, a BR-040 foi a rodovia da região que mais matou este ano. Até dia 26 de junho, a PRF registrou 255 acidentes na 040, que deixaram 19 mortos e 296 feridos, no trecho sob responsabilidade da 5ª Delegacia de Juiz de Fora, que vai do km 591,3 (Itabirito) ao 831,4 (Simão Pereira).

Ainda nos seis primeiros meses do ano, ocorreram, na BR-267, 31 acidentes, os quais resultaram em dois óbitos e 29 vítimas lesionadas, desde Bicas até Bom Jardim de Minas, entre os kms 62 e 93,2 e do 118,7 ao 214,3.

Em matéria publicada pela Tribuna de Minas em 10 de junho mostrou que em algumas rodovias da região, como no trecho da BR-267 entre Juiz de Fora e Bicas, a falta de manutenção nas sinalizações horizontal e vertical são flagrantes, exigindo atenção redobrada dos motoristas. Na AMG-3085, que liga a BR-040 à MG-353, barreiras e depressão na pista são uma preocupação a mais aos condutores.

Os longos percursos em pista simples e a falta de acostamento e de sinalização em algumas partes representam os maiores perigos nas MGs-133 e 353. Quem for pegar estrada também poderá encontrar mato alto às margens das estradas em alguns segmentos e deteriorações no asfalto. Apesar das boas condições de tráfego na BR-040, a PRF orienta cautela, sobretudo entre Ewbank da Câmara e Santos Dumont, onde há trechos de pista simples e onde acontece a maior parte das ocorrências.

Em todo o ano passado, foram contabilizados 653 acidentes na BR-040, com 64 mortos e 804 feridos, enquanto na 267 houve 85 ocorrências, com 10 falecimentos e 106 pessoas machucadas.

Em relação aos cuidados nas estradas neste período de férias, a PMR recomenda aos condutores avaliar os aspectos de segurança do veículo (freios, pneus, alinhamento, manutenções em geral); respeitar a sinalização e os limites de velocidade da via, sobretudo de ultrapassagem em locais proibidos; sempre utilizar cinto de segurança, inclusive no banco traseiro; e nunca assumir a direção automotiva caso tenha feito isso de bebida alcoólica.

Via Tribuna de Minas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.