Compartilhe:

De acordo com a corporação, os criminosos realizam saques nas contas das vítimas após entrarem em contato com elas por telefone ou virtualmente.

Em entrevista à TV Integração, o delegado da Polícia Civil, Saulo do Prada, contou que os criminosos agem de maneira diferente nos golpes e que muito deles utilizam a internet para enganar as vítimas, que na maioria são idosos.

Conforme a autoridade policial, é necessário ficar de olho e sempre desconfiar de ligações. “Vamos supor que se o meu gerente do banco me liga. Eu não vou passar a senha, não vou clicar em algum link. O melhor é ir até a agência para resolver o problema”, explicou.

Segundo dados obtidos pelo MG2, em um ano, houve o aumento de 200% no número de casos no município. De julho a dezembro de 2020, ocorreram 519. Já no mesmo período de 2019, 215.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *