Compartilhe:

Um médico infectologista foi espancado em Toledo, no Paraná, após alertar um grupo de pessoas sobre os riscos da COVID-19. O ataque aconteceu na última sexta-feira (26/2) e acabou viralizando nas redes após o médico José Eduardo Mainart Panini fazer um relato das agressões no Instagram.

José trabalha no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP, e  tentou alertar a colegas. O estado do Paraná vive um colapso no sistema de saúde.

“A resposta que me foi dada foram chutes e socos; enquanto um me segurava, o outro me agredia”, escreveu.

Ele ainda relata que não vai deixar o desânimo o atingir, porque “muita coisa boa” está por vir, como a vacina e o progresso.

“Na sexta-feira, após horas de reunião pra determinar o que seria ou não fechado, baseado num Decreto do Estado do Paraná. Já deixo claro, que baseado nos números não há mais nada a que fazer, senão as coisas só piorarão. Ao alertar os riscos a pessoas conhecidas, a resposta que me foi dada foram chutes e socos, enquanto um me segurava o outro me agredia.
Enfim pessoas assim que ajudaram situação chegar onde está! O desânimo não vem! E junto com eles temos muita coisa boa, progresso, vacinas e tudo que vai fazer sairmos dessa pandemia! E aos trabalhadores da saúde muita força!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *