Projetos de empresas juniores da UFSJ impactam objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU

Compartilhe:

A Confederação Brasileira das Empresas Juniores – Brasil Júnior – trouxe como meta para as empresas juniores do país impactar nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU por meio de seus projetos realizados. A ONU estimula por meio dos ODS ações pelos próximos 15 anos baseadas em meio ambiente, educação, pessoas, paz e prosperidade. Dois projetos executados por três empresas juniores filiadas à Central das Empresas Juniores da UFSJ (Cenje), Equip Consultoria, Linked e Mosaico Comunicação, impactam diretamente em dois temas dos ODS: meio ambiente e saúde. Confira:

Tratamento de efluentes

A Empresa Júnior de Engenharia Química de Ouro Branco (Equip) está realizando um projeto de dimensionamento de uma estação de tratamento de efluentes em uma indústria de tintas de Conselheiro Lafaiete. O projeto visa obter um clarificado desse efluente, que possa ser reutilizado pela empresa contratante e, posteriormente, descartado no esgoto de acordo com as normas ambientais.

O projeto está relacionado com a ODS de consumo e produção responsáveis. O clarificado obtido pode ser reutilizado em alguns processos na empresa. Simples tarefas como lavar maquinários e limpeza do ambiente de trabalho são exemplos de onde o clarificado pode vir a ser reutilizado. Com o investimento no tratamento desse efluente, a empresa diminuirá certos gastos e também contribuirá diretamente com o meio ambiente.

Cuidados com a saúde

A Mosaico – Empresa Júnior de Comunicação, em conjunto com a Linked – Empresa Júnior de Tecnologia da Informação, fecharam contrato de um projeto de impacto, em São João del Rei, que atende a área da saúde. O projeto consiste na criação da identidade visual, desde a logo, paleta de cores, até o nome da microempresa e de um site que veiculará conteúdos relacionadas à saúde, desde simples cuidados dentro de casa ou fora dela, até auxílios contra a depressão.

Empresas juniores: benefícios à sociedade

Dentre os papéis da Cenje, dois de grande importância são formar empresários juniores capacitados e dar suporte ao desenvolvimento das EJs para que, assim, consigam ser bem estruturadas e prestar serviços de qualidade ao mercado, principalmente ao microempreendedor.

Além de universitários e clientes, quem se beneficia diretamente com o trabalho das empresas juniores é a sociedade, já que muita das ações das EJs ajudam as empresas-clientes a se manterem no mercado, conseguindo, então, gerar emprego e movimentar dinheiro na economia.

Empreendedorismo Júnior na UFSJ

A UFSJ atualmente possui 20 Empresas Juniores (EJ) filiadas ao núcleo Cenje. As empresas atuam desenvolvendo projetos para o mercado da região em diversas áreas, como arquitetura, administração, engenharia, jornalismo, agronomia, entre outras. O Movimento Empresa Júnior vem se expandindo expressivamente em todo Brasil – em Minas Gerais é representado pela Fejemg, que possui mais de 120 empresas juniores espalhadas por todo estado. A Cenje completou 12 anos em 2018 e é um dos núcleos mais antigos de Minas Gerais. 

Informações UFSJ/ASCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *