Compartilhe:

O governo do Estado de Minas Gerais e a Federação Mineira de Futebol (FMF) vão discutir ainda nesta terça-feira (16), a paralisação do Campeonato Mineiro. A Secretaria de Estado de Saúde entende que todos a competições esportivas devem ser suspensas. A FMF ainda pretende reverter a opinião da pasta, segundo informou ao Super.FC, o diretor de competições, Leonardo Barbosa.

“A Onda Roxa são todas as regiões e municípios. Nenhum jogo poderá ocorrer”, explicou o secretário Fábio Baccheretti. Apesar da postura do governo, FMF e CBF entendem que, mediante os protocolos adotados, o futebol é seguro e que as partidas podem ser realizadas mesmo na fase mais dura da pandemia.

A partir desta quarta-feira (17), todos as cidades mineiras passam a adotas as medidas mais restritivas de circulação. “A onda roxa é obrigatória. Todo município precisa, sim, aderir à recomendação. Dessa forma, o futebol não poderá funcionar, pela obviedade do momento e de hotéis não poderem funcionar”, ressaltou o secretário.

Em sua primeira resposta sobre o assunto, na entrevista coletiva desta terça-feira, na Cidade Administrativa, o secretário Baccheretti se mostrou aberto ao diálogo.

“Nós realmente consideramos incoerente a manutenção de qualquer tipo de jogo. Iremos discutir com as federações para achar alguma conclusão sobre isso. O jogo não é só a estada do jogador em campo e os riscos sanitários para isso. Vamos avaliar ao longo do dia sobre isso”, ponderou.

Dois jogos do Campeonato Mineiro deste ano não puderam ser realizados por conta de restrições em cidades do interior. O duelo URT x Cruzeiro passou de Patos de Minas para Sete Lagoas por determinação do TJD e o duelo entre Patrocinense x Atlético precisou ser realizado no Independência, em BH, ao invés de Patrocínio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *