Policial reformado é condenado a 15 anos de prisão por estuprar neta em Barbacena

Compartilhe:

O policial militar reformado de 76 anos preso em Barbacena por estuprar a neta de sete anos foi condenado a 15 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado. A sentença do juiz em substituição na 2ª Vara Criminal, Alexandre Verneque Soares, foi dada na última segunda-feira (03).

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), cabe recurso em Belo Horizonte, mas o réu teve negado o pedido de responder em liberdade. Outras informações não foram divulgadas porque se tratar de abuso sexual e envolver uma criança.

Audiência

A audiência de instrução foi realizada no dia 14 de setembro no Fórum Mendes Pimentel. Por cerca de três horas e meia, de acordo com os advogados, foram ouvidas cinco testemunhas de acusação e quatro de defesa. Na data, o acusado também foi ouvido pelo juiz. A acusação se baseia nos depoimentos das testemunhas e em áudios que teriam motivado as investigações.

O caso foi denunciado à Polícia Civil neste ano. Após um mês e meio de investigação, o idoso foi preso no dia 13 de junho durante cumprimento de mandados de busca e apreensão. Segundo a assessoria da Polícia Civil, foram apreendidos na casa e no sítio dele CD’s com conteúdo pornográfico.

A família é de Belo Horizonte e passava alguns dias na casa do avô, na cidade da região Campo das Vertentes. A delegada responsável pelo caso, Flávia Murta, disse, na ocasião, que o depoimento da vítima comprovou que os abusos ocorreram.

Sobre o caso, a Polícia Militar (PM) informou que o militar é reformado desde 1988 e que irá aguardar o desenrolar dos fatos.

Informações G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *