Picolé do Amado está sendo vendido em Barroso

Compartilhe:

O tradicional Picolé do Amado, de São João del Rei, está sendo comercializado também em Barroso. 

A guloseima pode ser encontrada na loja FOnte Saudável, na Rua Coronel Arthur Napoleão, no Centro da cidade. 

O Picolé, que é tradicional em Minas Gerais, principalmente na região, vem sendo vendido no estabelecimento há cerca de um mês e já tem aprovação dos apreciadores. “Que notícia boa! Não precisamos mais ir até São João para degustar o melhor picolé do mundo”, diz um dos posts na rede social.

Existem também aqueles que ainda não conhecem, mas estão ansiosos para provarem. “Já ouvi falar que é muito e não vejo a hora de degustar um”, relata uma outra internauta. 

O Picolé do Amado é um Picolé NATURAL feito artesanalmente com receita familiar criada inicialmente pelo Sr. Amado Vieira em 1965 que é mantida até hoje. Ele também é comercializado em Tiradentes e Belo Horizonte, na Rua Albita, 664 – Anchieta.

HISTÓRIA

O Picolé do Amado é uma pequena empresa de picolés artesanal que iniciou com o Sr. Amado José Vieira em 1965 na cidade de São João Del Rei-MG. No início da década de 60 o Sr. Amado comprou, com suas economias, um ponto de bar – o Café da rede ferroviária – no centro da cidade de São João Del Rei onde ele servia, entre outras coisas, deliciosos doces caseiros feito por ele mesmo.Com a evolução dos transportes e com a desativação de grande parte das estradas de ferro o movimento foi reduzindo  até que ele foi obrigado a deixar o bar e abrir uma oficina de consertos em geral e aluguel de bicicletas. Certo dia um grande amigo resolveu deixar uma máquina de picolé para ser reformada com o Sr. Amado, ele conseguiu consertar e resolveu testar a máquina fazendo uma receita do picolé de coco,sabor escolhido por já ter experiência na fabricação de cocadas. Os clientes que alugavam bicicletas foram os primeiros a experimentar a primeira produção do Picolé do Amado. E após a primeira degustação os clientes pediram mais o que foi um incentivo para que sr. Amado viesse a negociar aquela máquina  trocando pelas bicicletas que ele alugava na loja. A partir daí O “sô” Amado não parou mais de produzir picolés e sua receita é mantida e os Picolés são servidos até hoje, com lançamento de novas lojas em Tiradentes e Belo Horizonte (breve).

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *