Compartilhe:

O período chuvoso em Minas Gerais, que começou em 1 outubro deste ano e vai até 31 de março de 2022, já provocou cinco mortes, de acordo com boletim da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) estadual divulgado neste domingo (12).

No período chuvoso de 2020/2021 foram 22 mortes no Estado. As mortes neste ano aconteceram em Uberaba (1), Coronel Fabriciano (1), Nova Serrana (1), Engenheiro Caldas (1) e Pescador (1).

Ainda conforme o balanço, 49 municípios mineiros já registraram “danos humanos”, além de 1.979 desabrigados e 9.565 desalojados. Os municípios com maior número de desabrigados são Palmópolis (800) e Machacalis (400).

O órgão informou que está atento aos alertas meteorológicos desde o início do período chuvoso e tem colocado à disposição todo o efetivo da Defesa Civil Estadual para apoiar os municípios mineiros em caso de necessidade. “Em razão das chuvas intensas que, por hora, atingem diversas localidades de Minas Gerais, a Cedec tem acompanhado, principalmente, as regiões Metropolitana, Leste e Zona da Mata”, diz o boletim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.