Mapa mostra epidemia de dengue em 40% das cidades de Minas; 17 delas têm mortes

Compartilhe:

Mais de 247 mil casos prováveis (soma de confirmados e suspeitos), ao menos 38 mortes comprovadas e outras 92 ainda em investigação e mais de 40% das cidades de Minas Gerais em situação epidêmica. Os números já consolidaram a atual epidemia de dengue como a terceira maior no estado nesta década, superando o ano de 2010. 

Em novo boletim divulgado ontem, a Secretaria de Estado de Saúde informou que 345 municípios mineiros enfrentam cenários de incidência alta (300 a 499 casos prováveis por 100 mil habitantes) ou muito alta (mais de 500 por 100 mil) do vírus, taxas características da epidemia. Para efeito de comparação, na semana passada eram 301 cidades nessa situação. O aumento foi substancial na quantidade de vidas perdidas pela doença, que aumentou em 52% desde o último levantamento, quando eram 25. Vale ressaltar que os números foram notificados ao longo de 2019 e não são, necessariamente, casos e óbitos registrados apenas nos últimos sete dias.
Quanto aos casos prováveis, a Secretaria de Estado da Saúde informa que Minas tinha 247.602 computados desde o início do ano até ontem – um aumento de 18,3% sobre os 209.276 do último boletim, ou 38.326 diagnósticos a mais em uma semana. Considerando os últimos 10 anos, apenas os 12 meses de 2013 (414 mil) e 2016 (519 mil) não são superados pelo total de casos em menos de cinco meses de 2019, que já ultrapassou até mesmo o ano completo de 2010, quando o país também enfrentou  epidemia do vírus da dengue.

Estado de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *