Compartilhe:

Segundo denúncia da Presidente da Apae Barroso, Cláudia Mayrink, a reportagem do Barroso EM DIA, golpistas estariam agindo na cidade vizinha de Dores de Campos, pedindo contribuição em dinheiro e usando o nome da Apae Barroso.

De acordo com Cláudia, representantes da Apae de Dores entraram em contato com ela, via ligação telefônica na tarde desta quinta-feira (10), informando que teria um “pessoal” em Dores de Campos, pedindo ajuda para a Apae barrosense.

“Me alertaram aqui que algumas pessoas estariam usando o nome da Apae de Barroso para pedirem dinheiro para o Sócio Contribuinte de Barroso”, diz Cláudia que aproveita para avisar aos dorenses que não contribuam com essas pessoas, pois não existe ninguém autorizado a fazer tal pedido na cidade dorense.

As entidades, tanto de Barroso como Dores de Campos, vão informar as autoridades policiais sobre o golpe que estaria sendo aplicado na cidade vizinha.

“Lembrando que nós nem podemos pedir doações na cidade de Dores de Campos, uma vez que existe lá a entidade e essa prática não é permitida”, ressalta Cláudia que também salienta que só existem oficialmente as arrecadações e contribuições do sócio contribuinte em Barroso, que são feitas aos funcionários Nonoca e Fabinho, já conhecidos da população barrosense.

ASILO

No entanto, o Asilo de Barroso está sim, pedindo doações para a instituição. Funcionárias uniformizadas estão passando nas casas em Dores pedindo doações para o Asilo de Barroso.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *