Compartilhe:

A Câmara Municipal de Barroso aprovou na noite dessa segunda-feira (23) o Projeto de Lei 013/2021. Trata-se de uma abertura de crédito para a reforma da rampa que dá acesso à rodoviária de Barroso. A reunião foi realizada, pela terceira vez, de forma remota.

Uma planilha e um cronograma de execução foram enviados para todos os vereadores. A aprovação da lei abre a dotação orçamentária para que a Prefeitura Municipal realize o processo licitatório da obra. “É um problema que tem trazido muito transtorno para os barrosenses. Assim, devemos dar agilidade e aproveitar o fim do período chuvoso para iniciar a obra”, declara o vereador Leone Nascimento, líder do governo na Casa.

Já o vereador Állan Campos declarou na reunião que é uma obra de grande demanda para a cidade. “O Projeto de Lei abriu um crédito de R$346.723,52 pois é uma obra, realmente de grande porte. Esperamos ansiosamente o início das obras”, diz o vereador.

Também na reunião, o vereador Leone voltou a comentar que com o processo licitatório aberto, o valor, devido a concorrência, tende a cair. “Torço para que caia bastante, mas não tem como fugir muito deste valor devido ao índice das planilhas”, relata.

ENTENDA

Com a aprovação do Projeto o executivo fará a abertura do processo licitatório e nos próximos dias deve ser iniciada a obra. Nos primeiros dias de janeiro um buraco se abriu na rampa que dá acesso à rodoviária, em frente a entrada da Vila Técnica. Aparentemente era apenas um buraco, mas tão logo iniciaram a recuperação, funcionários da prefeitura descobriram um enorme problema.

RELEMBRE!

Chuvas: Afundamento de pista na subida da rodoviária. Local está interditado!

PREFEITURA

Procurada pela reportagem do Barroso EM DIA, a Prefeitura emitiu uma nota, confira:

É muito importante ressaltar que o valor é uma estimativa baseada em projeto de engenharia e nos índices da planilha do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI) do Governo Federal. Com a aprovação pela Câmara, a Prefeitura abrirá, nos próximos dias, processo licitatório para contratação de empresa, podendo, inclusive, o valor ser menor que o estimado.

Outra importante informação é que, por orientação da engenharia, a obra só deva ser iniciada no período de estabilidade climática, quando não houver previsões de chuva, pois uma chuva forte, como é típica deste período, pode levar a perda de material e consequentemente de dinheiro público, especialmente neste local que concentra volume de água de vários bairros da cidade pelo fato de o canal fazer ligação com o Rio das Mortes.

“Pedimos mais uma vez a compreensão e confiança da população. Tivemos um importante avanço com a aprovação pela Câmara, na qual aproveito para agradecer aos vereadores. Agora avançaremos com a licitação e, com o tempo firme, sem chuvas, iniciaremos a obra, que é complexa, cara, mas necessária e que será feita com visão de futuro, para se evitar novos episódios como estes” disse o Prefeito Anderson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *