Bem-vindo a era do fake news

Compartilhe:

A que ponto chegou o jornalismo! Triste a realidade que nos cerca no século XXI. À beira do caos da informação, nós, profissionais, vamos ter que aprender a conviver com o novo e absurdo estilo de fazer jornalismo, ou seja, basicamente desmentir e confirmar notícias. Diante de uma parte da sociedade cada vez mais preguiçosa e desprovida de inteligência, o jornalismo agora se volta para o sim ou não, o é ou não é. Os meios de comunicação se tornam, cada vez mais, escravos dos rebeldes que disparam fakes, ou mentiras, pelo mundo, de todas as formas, de várias maneiras. É o novo aporte dos ignorantes. É o velho aporte dos veículos sérios, contundentes, éticos. Enfim, uma nova realidade que nos leva ao questionamento sobre a direção que estamos seguindo e aonde chegaremos com este propósito ignorante e equivocado. Enquanto poderíamos estar fazendo o bem, divulgando e propagando utilidades, descobrindo talentos, revelando brasis, mundos, cidadãos e atitudes profícuas, muitos de nós estarão debruçados em contradizer um idiota qualquer e um lugar qualquer escondido neste mundo de perdição onde a mentira começa a reinar. Da nossa parte, fica a dica: WhatsApp não é veículo de informação. Nem tudo, aliás, a maioria do que chega por ali não é oficial ou pelo menos verdade. Colabore com o novo jornalismo e com o bem. Apure, não repasse fake, não propague o mal. Na dúvida, recorra aos veículos de comunicação da sua confiança, do seu âmbito, do seu mundo. Não leve adiante o mal, não dê asas aos ignorantes porque eles ainda podem dominar o mundo, não pela capacidade, mas pela quantidade. Eles são muitos.

por Bruno Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *