Compartilhe:

Em entrevista coletiva no início da tarde dessa quinta-feira (30), o secretário estadual adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, anunciou que 43 municípios da macrorregião de saúde Centro-Sul, que englobam a região do Campo das Vertentes, avançaram para a onda amarela do programa estadual “Minas Consciente” após melhora nos índices assistenciais e hospitalares de enfrentamento à Covid-19.

Com isso, municípios como Barbacena, São João del Rei, Barroso, Carandaí e outros poderão reabrir salões de beleza, lojas de roupas, calçados, livrarias, papelarias, entre outros serviços.

Apesar da informação de melhoras nos índices assistenciais e hospitalares, Barroso continua numa crescente quando o assunto são casos positivos. Nos últimos 30 dias a cidade teve um crescimento de cerca de 600% nos casos positivos de Covid. Em 1 de julho o município tinha apenas 14 casos, hoje (31 de julho) são 100. Oitenta e seis casos a mais no mês de julho, o mês que foi registrado mais casos.

O número de curados também aumentou. Se em 1 de julho tínhamos nove, agora são 58, um aumento também de cerca de 500% no que se refere aos curados na cidade.

A medida passa a valer a partir de sábado (1º) após publicação da alteração no Diário Oficial do Estado e deve funcionar até o dia 6 de agosto, quando o novo protocolo do “Minas Consciente”, que estabelece redução das etapas para a reabertura do comércio, entra em vigor.

Cidades que avançam

A macrorregião Centro-Sul compreende 51 municípios do Campo das Vertentes, da região central e do Sul de Minas. Destes, até quinta-feira (9), 43 aderiram ao programa e 27 cidades estão situadas na região das Vertentes.

São eles: Alto Rio Doce, Antônio Carlos, Barbacena, Barroso, Capela Nova, Carandaí, Cipotânea, Conceição da Barra de Minas, Desterro de Entre Rios, Desterro do Melo, Dores de Campos, Entre Rios de Minas, Ibertioga, Lagoa Dourada, Paiva, Piedade do Rio Grande, Piranga, Resende Costa, Ressaquinha, Rio Espera, Santa Bárbara do Tugúrio, Santa Cruz de Minas, Santa Rita de Ibitipoca, Santana do Garambéu, São João del Rei, Senhora dos Remédios e Tiradentes.

Poderão voltar a funcionar espaços como lojas de variedades, lojas de departamentos ou magazines (exceto Duty Free), tabacarias, livrarias, lojas de disco, papelarias e lojas de vestuário, aluguel de objetos pessoais e domésticos.

As empresas dos setores deverão seguir protocolos de segurança para a reativação, como demarcar a distância de dois metros entre as pessoas que ficarão em fila, com sinalização no lado externo do estabelecimento; só permitir a entrada de clientes se estiverem utilizando máscaras; dar atendimento preferencial e especial a idosos, hipertensos, diabéticos e gestantes.

Há ainda a determinação de garantir um fluxo ágil que garanta que essas pessoas permaneçam o mínimo de tempo possível no interior do estabelecimento; e limitar o número de funcionários ao estritamente necessário para o funcionamento do serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *