Não podemos viver sem fé!

Compartilhe:

Este texto é dedicado aos padres Fábio e João, e também aos padres Claudir e Pedro que estarão, a partir de agora, à frente de nossas igrejas. É muito importante parabenizar o trabalho que Fábio e João fizeram por nossa cidade, cada um à sua forma e com sua dedicação, mas acima de tudo é preciso acolher Claudir e Pedro de braços abertos uma vez que são eles que darão continuidade à história do nosso município.

Neste momento, independentemente de religião, mais importante que idas e vindas de seres humanos é o nosso fervor, devoção e fé pelo o que entendemos ser o nosso representante, seja nas igrejas ou em qualquer repartição onde a crença possa prevalecer. Acima dos homens, comuns e mortais, está a nossa fé que é o que de fato move o mundo tão distante do amor, da paz e da tolerância. Vale repetir: da tolerância, verbo que vem cada vez mais deixando de ser conjugado com o uso indiscriminado e inconsequente das “redes antisociais”. Aliás, a intolerância, principalmente religiosa, já causou estragos demais.

Assim, barrosenses, entendamos que não podemos deixar de reconhecer as ações e realizações do homem, mas que jamais poderemos viver sem a fé, seja ela em quem ou no que for. É ela que nos move, que nos cobre, que nos invade e faz
com que acreditemos que dias melhores virão, que poderemos alcançar e superar obstáculos, independente de cor, credo ou religião. Sejamos gratos à fé, seja ela qual for!

Paz aqui e no mundo, nunca é demais.

por Bruno Ferreira

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.