Homem acusado de matar ex-companheira em Barroso é encontrado morto na BR-040

Compartilhe:

O barrosense, Gleyston de Jesus Lopes, de 34 anos, acusado pelo assassinato da ex-companheira, Marcela Alves, de 27 anos, foi encontrado morto com um tiro na cabeça às margens da BR-040, próximo à Correia de Almeida, distrito de Barbacena.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a corporação foi acionada após informações de que havia o corpo de um homem, aparentemente morto, caído próximo à praça de pedágio. O óbito foi confirmado pela equipe médica que atendeu à ocorrência.

A perícia técnica da Polícia Civil foi acionada para coletar materiais para investigação do caso. As informações iniciais dão conta que a vítima teria cometido suicídio.

Marcela foi baleada com um tiro na testa na madrugada desta terça-feira, em Barroso. De acordo com a Polícia Militar, o fato aconteceu por volta das 4h da manhã no interior de uma residência no Bairro Guimarães, próximo ao bar do Tadeu.

Uma equipe do SAMU fez os primeiros socorros e levou a vítima, ainda com vida, para a Santa Casa de Misericórdia, em São João del Rei. Posteriormente, a mesma foi encaminhada para o Hospital Regional de Barbacena onde faleceu.

De acordo com a corporação, o suspeito fugiu após disparar contra a vítima e ligou para família dela comunicando sobre o ocorrido. Ele confessou a autoria do feminicídio e disse que iria para a zona rural cometer suicídio. Ele estava foragido desde a madrugada dessa terça.

O casal tem dois filhos que estão sob os cuidados dos familiares

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.