Temporal traz transtorno para moradores de Barroso. Confira o vídeo e os pontos atingidos!

A forte chuva que caiu no começo da noite dessa segunda-feira (6), trouxe, novamente, transtorno para os moradores de algumas localidades de Barroso.

E os pontos são quase os mesmos de outros tempos, ou seja, as administrações não conseguem corrigir os problemas quando chove. “Entra administração, sai administração ninguém resolve, sabe porque? Porque é obra debaixo da terra, onde nenhum político gosta de fazer. Isso porque obra debaixo da terra ninguém vê e não dá voto”, diz um dos moradores que mais uma vez teve sua residência atingida pela chuva e enchentes.

Com a condição de anonimato, o leitor enviou fotos e pediu uma atitude da atual administração pública. “Não é questão de ter dinheiro, a questão é que paguei meus impostos (IPTU) e estou cobrando uma atitude”, diz o morador que também acrescenta que o que não pode acontecer é o Prefeito ficar com esse discurso que não tem dinheiro e não pode fazer nada. “Assim é fácil governar! Tudo que vai reivindicar eles dizem que não tem recurso. Não me interessa, já perdi a paciência, ninguém sabe o que passo tendo que correr com meu filho e estragando meu móveis”, ressalta.

Outros moradores também enviaram fotos e vídeos para o Barroso EM DIA e cobraram uma atitude da Prefeitura. “Não é possível que nem o caminhão pipa eles podem mandar aqui no dia seguinte para a ajudar a limpar a rua. Já que não vão resolver o problema, pelo menos que se solidarizem conosco e nos envie ajuda”, declara.

Os pontos mais caóticos e já crônicos são quase os mesmos, ou seja, na Rua Daniel Pantaleão, no Centro, onde os bueiros entopem e a água retorna, alagando toda a rua e invadindo os comércios. A Rua sem saída Bernardo Meneghin, Centro sentido São José, onde toda a água da chuva escoa pela Rua Júlio Bedeschi (João do Gás) e desce para a Bernardo Meneghin, entupindo as manilhas que têm vazões mais estreitas e retornando através dos boeiros, alagando casas e comércios. A Rua João Bedeschi, também próxima a essa localidade e com o mesmo problema, porém colocando vidas em risco com desabamentos de muros e barrancos próximo ao Rio das Mortes. “Aqui a situação é complicada porque corremos o risco de desabar um muro e o barranco vir abaixo. A Prefeitura tem que tomar alguma atitude antes que aconteça alguma tragédia”, relata.

A atual administração, assim como a anterior, foi questionada sobre os problemas, principalmente sobre a Rua João do Gás e a Rua Sem Saída, Bernardo Meneghin, mas até o momento não havia se posicionado sobre os problemas decorrentes da chuva.

Veja algumas fotos enviadas para o WhatsApp do Barroso EM DIA. Abaixo o vídeo que mostra a força da água invadindo uma das casa.

 

VEJA O VÍDEO QUE FOI PUBLICADO NO FACEBOOK