“É impossível a Prefeitura arcar com os ônibus de estudantes, da forma que está hoje”. Disse o Prefeito aos vereadores

Compartilhe:

“É impossível a Prefeitura arcar com os ônibus de estudantes, da forma que está hoje”. Foi o que comentou no dia 27 de dezembro de 2018, no plenário da Câmara de Barroso, o vereador Anderson de Paula (PP), durante as discussões do Projeto de Lei 115/2018, que concede auxílio financeiro a estudantes de cursos superiores e técnicos profissionalizantes.

O referido Projeto de Lei estabelece, entre outras normas, o repasse financeiro aos alunos que estudam nos municípios de Barbacena e São João Del Rei, conforme a renda financeira familiar:

  • Até 2 salários mínimos, R$120 reais. Atendendo no máximo 170 pessoas.

  • Acima de 2 Salários Mínimos, R$ 80 reais. Atendendo no máximo 80 pessoas.

  • Acima de 3 Salários Mínimos, não serão contempladas.

 

De acordo com o vereador, o orçamento para o próximo ano foi aprovado com uma previsão de R$650 mil para este custeio, porém, de acordo com o referido Projeto o valor cairia para R$321 mil.

Anderson disse, ainda, que durante a reunião com os vereadores o Prefeito alegou dificuldades até mesmo para custear o valor de R$321 mil, por causa do volume existente de restos a pagar (dívidas) com os fornecedores deste ano, que passarão para 2019.

“O Prefeito deixou claro que será impossível a Prefeitura cumprir com os ônibus de estudantes no ano que vem. Isso ele já deixou claro a todos os vereadores, e pediu até que na discussão do Projeto já deixasse isso claro que é impossível a prefeitura arcar com o projeto da forma que está hoje”. Afirmou o vereador Anderson.

Após justificar as dificuldades atuais da Prefeitura, a vereadora Verinha (PT), líder do Prefeito Reinaldo Fonseca (PSDB) na Câmara, solicitou que o Projeto fosse retirado da pauta.

Contudo, diante das incertezas e indecisões, acho que os gestores precisam dar um posicionamento claro e decisivo aos estudantes, para que eles possam se adaptar à realidade.

por Luiz Moreira

1 comentário

  1. Esta é mais uma despesa que deveria ser extinta dos cofres público. Digo isso. porque, na minha época arcava com esta despesa ao ir para a cidade de Barbacena estudar.
    Uma sugestão que poderia amenizar a situação, seria que o estudante de uma faculdade federal ou estadual deveria sim, pagar diferenciado dos que estudam numa faculdade particular, pois, os mesmos não tem mensalidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *