EXISTE A GANGUE DO CABELO?

gangue

Apesar do site trazer a informação de que existe a tal Gangue do Cabelo, a Polícia Militar desconhece o fato na cidade de Barroso e relata que nenhuma ocorrência foi registrada até o momento.

A informação que o site tem é que uma adolescente teria sido agredida essa semana na saída da aula da E.E. Francisco Antônio Pires, o FAPI, pela “Gangue”.

De acordo com informações, a vítima, que tem entre 15 e 17 anos, teve o cabelo cortado e chegou a ser hospitalizada com ferimentos pelo corpo.

No entanto, nem o Hospital Municipal, nem a Polícia Militar confirmam a ocorrência. A gangue de mulheres adolescentes, que seria do bairro Bandeirantes, anda pelas ruas agredindo e cortando o cabelo de outras garotas.

Na internet havia inclusive uma fanpage intitulada “Bonde do bone pra trais” que mostrava e ironizava as autoridades descrevendo que iriam pegar as meninas, cortar o cabelo e bater.

Ao que parece a página, que pode ter sido feita por qualquer cidadão que quer aproveitar da situação, foi retirada do ar na quinta-feira (18). Na noite de quarta-feira (17) ainda era possível visualizar a fanpage. (como mostra a foto).

O mais interessante é que mesmo sem citar nome, cor ou credo, algumas pessoas procuraram a rádio local para se defender. E a direção da emissora, agiu abrindo espaço para um cidadã que se quer foi citada em matéria alguma, seja em jornal, site ou rádio.