Câmara Municipal entra em recesso sem definir Audiência Pública do coprocessamento

Em sessão ordinária, na manhã de segunda-feira (02), presidida pelo Vereador Giovani, com a presença dos vereadores Allan, Anderson, Baldonedo, Eduardo Pinto, Leone, João Campos e Verinha, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Barroso encerrou o primeiro semestre de 2018.

As discussões foram marcadas por críticas, de alguns vereadores, pela falta de agilidade do legislativo municipal, na realização da Audiência Pública do coprocessamento, aguardada desde março.

O fato é que se trata de uma situação complexa e preocupante. Por isso, requer um debate franco e transparente dos representantes da sociedade com as autoridades constituídas e com os responsáveis pelo caso.

Em abril, a Comissão Pró-Cidadania encaminhou ao Executivo Municipal o Ofício 002/2018 solicitando uma reunião da comissão com o Prefeito, mas, até o momento, sem nenhuma resposta.

E, esta semana, o legislativo municipal entrou em recesso sem uma definição da realização da Audiência Pública, aguardada desde março.

A Câmara retorna as sessões ordinárias no início de agosto. Oxalá que retornem com as energias renovadas e com um pouco mais de dinamismo.

por Luiz Moreira