BARROSO E DORES DISPUTAM CAIXA

caixa

 

Apesar de ter sido notícia em alguns meios de comunicação de Dores de Campos, como mostrava a reportagem do portaldoresdecampos.com e da Rádio Atrativa FM, que davam como certa o acordo entre Prefeitura de Dores e Caixa Econômica Federal para montar uma agência na cidade, nada está definido, apenas um caixa eletrônico será montado em Dores.

Segundo as informações dos meios, o Poder Executivo teria um contrato em que, em 90 dias, a folha de pagamento da Prefeitura de Dores seria transferida do Bradesco para a Caixa e em contra partida, a instituição, que pertence ao Governo Federal, iria montar um Ponto de Atendimento na Praça Francisco de Castro, em Dores de Campos, para atender às demandas da comunidade dorense e, logo em seguida, instalar uma Agência no Município. Os meios chegaram a declarar ainda que o prefeito Toninho do Ninico (DEM) e a Assessoria de Imprensa da Caixa haviam confirmado a informação.

Diante do que foi publicado, a reportagem do jornal Barroso EM DIA entrou em contato com o Prefeito de Dores que declarou existir um contrato, mas que não haveria no mesmo um acordo para montar a Agência na cidade, apenas o Ponto de Atendimento na Praça. Já a Assessoria da Caixa também foi enfática e negou a informação, declarando, através de e-mail ao jornal, que não há nenhuma definição com relação ao local onde será instalada a nova Agência da Caixa. “Ao Jornal Barroso em Dia. A/C Bruno; Informamos que ainda não há definição sobre o local onde será instalada a nova agência. Atenciosamente”, trecho da resposta da Assessoria.

BARROSO

A cidade de Barroso é uma das partes mais interessadas e estuda há meses a implantação da Agência no município. Um Ponto de Atendimento já existe no município e funciona nas dependências da Prefeitura. Portanto, não há no momento nenhuma definição de que a Caixa irá montar uma Agência em Dores de Campos, apenas um Ponto de Atendimento.

ANO PASSADO

Em dezembro do ano passado, a reportagem do jornal chegou a publicar que um impasse poderia afastar a instalação de uma agência da Caixa Econômica Federal em Barroso. Segundo apuração da reportagem, várias reuniões já haviam sido feitas entre a Superintendência Regional da Caixa e a prefeitura de Barroso, através da prefeita Eika Oka de Melo. Mas de acordo com o que foi apurado, pouca coisa saiu de concreto dos encontros na cidade.

As informações não oficiais davam conta ainda de que o Superintendente Regional da Caixa, Luiz Guilherme de Campos, estaria muito insatisfeito com os rumos da negociação e que inclusive já cogita levar a agência para outra cidade da região. Dores de Campos seria o destino.

Segundo o que foi apurado na época, o maior impasse estaria na exigência da Caixa em ficar com a folha de pagamento da prefeitura de Barroso, quando os funcionários passariam a receber pelo banco. Hoje a grande maioria recebe pelo Banco Itaú e Banco do Brasil. A prefeita estaria relutante neste ponto o que pode emperrar a negociação com a Caixa.  Contudo, até o fechamento desta edição (9/05), não havia nenhuma definição. Dores e Barroso seguem na briga para ver quem fica com a Agência da Caixa.

Compartilhar
Notícia anteriorPAZ NO HAITI
Próxima notíciaENTRE AS MAIS BELAS