Acordo estabelece normas para visitação no Parque Estadual de Ibitipoca e limita fluxo de pessoas

partir dessa semana, o número de visitantes no Parque Estadual do Ibitipoca, localizado entre as cidades de Lima Duarte e Conceição do Ibitipoca, ficará limitado a 600 pessoas por mês. A determinação faz parte do termo de acordo estabelecido entre o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e o Instituto Estadual de Florestas (IEF) nessa segunda-feira (2).

O IEF terá que promover melhorias no local a fim de preservar os ecossistemas e a saúde e segurança dos visitantes. O acordo foi estabelecido após um inquérito civil, instaurado na Promotoria de Justiça de Lima Duarte no ano passado. A investigação teve início após um membro do Conselho Consultivo do Parque denunciar a degradação ambiental no local.

Segundo o MPMG, a visitação desordenada ao parque, que até então era de 1200 pessoas por mês, causava danos ao meio ambiente de difícil ou impossível reparação. Em nota ao G1, IEF informou que vai realizar todos os estudos acordados no Termo e trabalhará em conjunto com o Ministério Público para garantir que o turismo ecológico seja realizado de forma sustentável, mantendo, assim, a preservação da fauna e flora existentes na unidade de conservação.

“O IEF continuará trabalhando para preservar os ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica no Estado, possibilitando que a sociedade e os turistas possam desfrutar das visitações com harmonia e equilíbrio”, explica a nota.