Workshop visa potencializar ações sociais em Barroso

Doze representantes de sete instituições sociais e do Comitê de Ação Participativa (CAP) de Barroso participaram nessa última quinta-feira (8), no auditório da LafargeHolcim, do Workshop “Desafios das Instituições Sociais de Barroso à Luz do Mapeamento de Ativos e Escuta com a Comunidade”. O desafio dos participantes foi apontar ações sociais que possam responder aos principais desafios da cidade, identificados na pesquisa realizada entre abril e junho com a população. O levantamento apontou as áreas de meio ambiente, cultura, esporte e lazer, emprego, trabalho e renda como prioritárias.

Conduzido pela consultoria Herkenhoff & Prates, a dinâmica do workshop estimulou a reflexão dos participantes sobre os resultados da pesquisa com vistas à construção do planejamento estratégico do CAP e o mapeamento das possibilidades e ações que mobilizam mais parceiros, além das oportunidades de mobilização do próprio Comitê. Também foram discutidas questões relacionadas à governança, legitimidade, transparência, comunicação e avaliação do CAP.

Para responder aos desafios sociais, foram considerados diferentes projetos, parceiros e mudanças estruturais que poderiam complementar a articulação das ações já em desenvolvimento no município. Além disso, no encontro, foram propostos novos métodos para aprimorar a atuação do CAP, desde o trabalho coletivo e passando também pela mobilização de seus membros, agendas de discussão e outros pontos estratégicos de suas atividades.

No Workshop, as consultoras representantes da Herkenhoff & Prates relataram a experiência envolvendo a pesquisa e a capacitação dos membros do CAP, bem como as oportunidades de mobilização de ativos possibilitadas pela investigação. À luz de uma metodologia de mobilização para o desenvolvimento territorial local traçada a partir da investigação apreciativa, as consultoras apresentaram conceitos fundamentais à mobilização social, como o do trabalho em rede e o capital social. Estas atividades buscaram problematizar os desafios do trabalho coletivo que virá pela frente, chamando a atenção para a importância da manutenção de uma rede coesa e afinada em seus objetivos comuns. Espera-se que estas reflexões sejam constantemente feitas pelos membros desta rede, a fim de que o trabalho coletivo seja aprimorado e realizado de acordo com suas possibilidades e oportunidades.