Viva os Estaduais!

Fim dos campeonato estaduais de futebol por todo o Brasil. No fim, apesar dos problemas enfrentados entre clubes e confederações, os torcedores querem sim ganhar as competições locais. Custe o que custar, todo mundo quer, no fim, vencer o Estadual.

Em Minas, destaque para o Galo, que com um plantel muito bom, conseguiu vencer o Cruzeiro nas finais e mostrou sua supremacia. Tendo Fred como goelador da competição com 10 gols. No Rio, deu merecidamente, Flamengo, que venceu as duas partidas e com uma boa equipe levantou o primeiro troféu desta nova geração. Guerrero é o destaque. Nas horas de decisão, ele aparece e resolve. Foi o artilheiro com 10 gols também. Em São Paulo o Corinthians também foi supremo e a camisa, melhor que o time no momento, ficou com o título na vitória da primeira partida sobre a Ponte. A atilharia ficou com Gilberto do São Paulo. E a maior surpresa veio do Sul, onde o Novo Hamburgo ficou com o título inédito nos pênaltis em cima do Inter. Fantástico! Isso é bom para o futebol. No Baianão deu Vitória, em Curitiba deu Coxa e por fim, a Chapecoense, que conquista seu primeiro título após a tragédia, uma verdadeira forma de reerguer. CRB, Paysandu, Cuiabá, enfim, todos, pelo nosso enorme pais, nossos parabéns.

É isso, os estaduais, que devem ser sim comemorados e uma lição: não podem servir de parâmetros para o Brasileirão, Liga, Copa do Brasil e Libertadores. De qualquer forma, vence o futebol por todo o nosso pais, que tem o luxo de ter os temidos e questionados Estaduais.

por Bruno Ferreira