Suspeito de matar padre é transferido para Barbacena

A Polícia Civil de Barbacena realizou a transferência do jovem suspeito de matar o padre Paulo Sérgio Sabino, de 39 anos, em agosto. Ele foi preso em São Paulo (SP), no dia 26 do mesmo mês, após denúncias de que ele estaria com carro da vítima, roubado após a morte.

Ele estava preso no Centro de Detenção Provisória II, em Guarulhos (SP) e foi transferido para o presídio de Barbacena no último sábado (10). Os policiais ainda cumpriram mandado de prisão, tendo em vista a conversão da prisão de flagrante para preventiva.

O veículo que foi detido com o suspeito e estava na cidade de São Paulo foi removido ao pátio credenciado de Barbacena. O inquérito e os trabalhos de investigação seguem em segredo de Justiça.

Padre é encontrado morto
O corpo do padre Paulo Sérgio Sabino, de 39 anos, foi encontrado na tarde desta sexta-feira (26), próximo ao Bairro Borda do Campo, no distrito de Antônio Carlos, em Barbacena. Segundo a Polícia Militar (PM), três menores avistaram o corpo em uma mata e acionaram a polícia.

De acordo com a PM, a perícia foi até o local e ao realizar os trabalhos de praxes identificou a identidade da vítima. Ele estava com uma sacola na cabeça e tinha sinais de asfixia. A polícia ainda informou que ele estava desaparecido desde a noite de quinta-feira (25), quando foi visto saindo com seu veículo de uma reunião no Bairro Caiçaras.

O padre era natural do Espírito Santo e há cinco anos atuava como vigário na Igreja da Penha. Ele também era membro da Congregação Irmãs Passionistas São Paulo da Cruz.

O G1 entrou em contato com a paróquia. Um funcionário que não se identificou lamentou a morte do padre e disse que a igreja irá divulgar uma nota oficial sobre o caso. A PM também informou que o carro da vítima ainda não foi encontrado. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Informações G1

Compartilhar
Artigo anteriorVitória Ventura
Próximo artigoKleber Oliveira