Radares voltarão a funcionar nas estradas mineiras depois de dois anos desligados

Depois de quase dois anos, os radares voltam a operar gradativamente nas rodovias mineiras. Os equipamentos estão instalados em estradas sob jurisdição do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG) e começam a funcionar na próxima terça-feira. Entre aparelhos reativados e novos, serão 393 equipamentos, o que representa um aumento de 63,7% em relação a 2014, quando 240 foram desligados.

As estradas estavam sem os radares desde novembro de 2014, quando foi encerrado o contrato com uma empresa. O DER chegou a abrir um processo licitatório no mesmo ano, mas foi suspenso por causa de questionamentos do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG). O edital passou por mudanças e o processo licitatório foi concluído em setembro deste ano. Foi assinado um contrato de 30 meses, que poderá ser prorrogado por igual período.

a primeira etapa, que deve ser concluída em 90 dias, o consórcio vencedor vai religar 223 radares. A empresa ainda terá que cuidar da manutenção e operação dos equipamentos. O investimento do governo de Minas gira em torno de R$ 77,69 milhões.

Os primeiros equipamentos foram fixados na MG-030, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na MG-133, em Tabuleiro, na Região Central de Minas Gerais, e MG-447, em Ubá, na Região da Zona da Mata. Os radares estão funcionando desde segunda-feira em caráter educativo. O limite de velocidade permitido é de 60 quilômetros por hora.

Na MG-030, os radares estão instalados nos kms 11,8, 13, 15,9, 16,2, 16,8, 19, 26,5, 26,6. Já na MG-133, está localizado no km 16. E na MG-447, no km 4.

 

Informações Estado de Minas