Professores deflagram greve na UFSJ e se juntam a estudantes e técnicos

Em reunião na quarta-feira (9), professores da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ) deliberaram a paralisação das atividades da categoria por tempo indeterminado. Eles se juntam aos técnicos-administrativos e estudantes da instituição, que já paralisaram suas atividades.

Foram realizadas assembleias em todos os campi da UFSJ. Segundo informações do sindicato dos docentes da universidade, participaram 368 professores e, desses, 279 foram favoráveis à paralisação, 79 contrários e 10 abstenções. A greve terá início na próxima quarta-feira (16), por período indeterminado.

Na última terça-feira (8), foi a vez dos alunos da UFSJ em São João del-Rei participarem de uma assembleia geral, promovida pelo Diretório Central dos Estudantes. Em Divinópolis, Ouro Branco e Sete Lagoas também houve assembleias. Somando os votos de todos os campi, participaram 3571 alunos, com 2565 votos a favor da greve estudantil, 892 contrários, 61 abstenções, 41 brancos e 12 nulos.

Já os técnicos-administrativos paralisaram as atividades em 24 de outubro. A pauta das reivindicações dos movimentos docente, discente e de técnicos é contrária à PEC 55/2016, conhecida como PEC do teto dos gastos públicos, e a Medida Provisória 746/2016, que prevê a reforma do ensino médio, entre outras medidas que, no entendimento das categorias, prejudicam a educação pública.

 

Informações UFSJ/ASCOM