PROFESSOR EXONERADO APÓS DENÚNCIA DE ASSÉDIO EM BARBACENA

Um professor da rede estadual de ensino de Barbacena foi exonerado do cargo após denúncias de assédio a duas alunas. A decisão da Controladoria-Geral do Estado (CGE) foi publicada no final do mês de agosto.

De acordo com matéria divulgada no Portal Uai e no Jornal Estado de Minas, o professor pediu números de telefone das duas alunas, usando o pretexto de que repassaria por WhatsApp o resumo de um trabalho escolar. O material enviado coincidia com o conteúdo cobrado na prova e, segundo a investigação, o acusado exigiu das estudantes que, a partir do “favor prestado”, elas não deixassem de responder às mensagens dele no WhatsApp.

O investigado passou então a enviar vídeos e imagens pornográficos para as alunas, uma delas de 13 anos. Uma das fotos levou a menina a mostrar as conversas para os pais, que denunciaram o professor à escola e à polícia.

Em todo o Estado, seis professores foram exonerados por assediar sexualmente e abusar de alunos, entre crianças e adolescentes. Outros 11 casos são investigados pela Controladoria-Geral do Estado (CGE).

 

Informações Barbacena Online