POPULAÇÃO CRESCE POUCO E ESCALA DO FPM CONTINUA ESTÁVEL

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Barroso estaria com uma estimativa populacional de 20 mil e 693 cidadãos para 2016. Apenas 209 pessoas a mais, já que em 2013 teria feito cálculo de 20 mil e 484 habitantes.

Diante destas informações populacionais de previsão do IBGE, a Associação Mineira de Municípios (AMM), informou que a Prefeitura Municipal de Barroso continuará o ano de 2016, com o repasse na escala de 1,2 no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o que representa uma previsão de arrecadação na ordem de R$ 13 milhões e 208 mil, um aumento de 5,10% se comparado a previsão de 2015, que estaria na casa dos R$ 12 milhões e 567 mil.

Os números do IBGE não batem com o levantamento do Sistema de Informação de Atenção Básica (SIAB) de 2010, que é feito com informações recebidas da Secretaria Municipal de Saúde. De acordo com estes números, o total da população barrosense de 2010 era diferente: 24 mil e 668 habitantes, uma diferença de cinco mil e 69 pessoas em comparação com os índices do IBGE.

Atualmente, o índice de participação de Barroso no FPM é de 1.2 por ter entre 16 mil e 981 a 23 mil e 772 habitantes, mas se fosse confirmado o número referente ao levantamento da Secretaria de Saúde, os 24 mil e 668, o índice passaria do 1.2 para 1.4, resultando em um aumento aproximado de 17% no valor do repasse, 170 mil por mês. Com o aumento da população, o FPM seria ampliado e passaria a R$ 1 milhão e 170 mil por mês, um acréscimo de R$ 2 milhões e 40 mil por ano nas receitas no município. E mais, nos quatro anos o valor da diferença chegaria a R$ 8 milhões e 160 mil.

Na época, o Executivo ficou de questionar o IBGE e provocar uma nova avaliação, mas recentemente, questionados pelo Barroso EM DIA em uma audiência pública, não foi confirmada essa ação pela administração atual. 

 

FPM2