POLÍCIA CONCLUI INQUÉRITO EM BARBACENA

A Polícia Civil, através da Delegacia de Mulheres, concluiu o inquérito sobre a morte de Cláudia Regina Guimarães Patrocínio (41), ocorrida no dia 19 de novembro no bairro Ipanema, em Barbacena. O autor, de 38 anos, que vivia junto com a vítima bateu com a cabeça dela contra a parede até que ele perdesse o sentido. Mesmo já caída, ele desferiu diversos chutes contra Cláudia. As informações são do site Barbacena Online.

 

Segundo a Delegada Flávia Murta, o autor que confessou o crime, foi preso em flagrante. Além dos depoimentos de familiares de ambos, os laudos periciais e de necropsia apontaram que o crime se tratava de um homicídio triplamente qualificado (motivo fútil, recurso que dificultou a defesa da vítima e forma cruel). “Ele não apresenta uma justifica plausível para o crime. Sempre dizia que ambos faziam uso de bebida alcóolica e que as discussões eram sempre depois de estarem sob o efeito da bebida”, explicou a delegada.

 

OUTRO CRIME EM BARBACENA

 

 A Polícia Civil identificou a mulher que abandonou  um recém- nascido no dia 24 de novembro no bairro Ipanema e que foi encontrado sobre um monte de pedras.  A acusada, de 24 anos, assumiu a maternidade da criança.  Foi instaurado um inquérito Policial e, de acordo com o Delegado Regional Carlos Capristrano, a Polícia Civil aguarda o Exame de Necropsia para se saber a causa da morte da criança.