Polícia Civil prende suspeitos de homicídio cruel

Durante investigação policial minuciosa realizada pela Polícia Civil de Congonhas que durou em torno de dois meses, foram identificados dois suspeitos do crime de homicídio ocorrido no dia 7 de agosto. Os suspeitos foram identificados por meio de imagens de câmeras de segurança ao redor das imediações do local dos fatos.

No dia do crime, os suspeitos caminharam com a vítima até a linha férrea na cidade de Congonhas, e após arremessarem pedras contra ela, colocaram o corpo na linha férrea com objetivo de simularem um suicídio. A vítima teve a cabeça separada do corpo.

Os suspeitos foram presos por meio de mandados de prisão. Em virtude dos mandados de busca e apreensão realizados nas residências dos suspeitos foram encontradas roupas utilizadas por estes no dia do crime, conforme imagens analisadas pela equipe de investigadores de Congonhas.

suspeitos-congonhasEm depoimento o suspeito Robert Augusto Santos Silva confessou a autoria do crime. Robert jogou pedras na cabeça da vítima e após esta desmaiar com a ajuda do comparsa Paulo Augusto Alves Oliveira arrastaram o corpo da vítima até a linha férrea e o colocaram sobre os trilhos. A motivação do crime foi pelo fato de a vítima estar devendo ao suspeito Robert a quantia de R$300 (dívida de drogas).

Participaram da Operação os policiais civis: Aline Costa, Amanda Angélica, Bruno Paiva, Carlos Faria, Célio Amauri, Fabiano Santos, José Élcio, Juliana Neto, Leonardo Barros, Paulo Pereira.

 

Informações Fato Real