Mulher é suspeita de exercício ilegal da medicina em Barbacena

A Polícia Militar (PM) cumpriu mandado de busca e apreensão em uma clínica no Bairro São Sebastião, em Barbacena nesse domingo (6). A responsável pelo local é um mulher de 37 anos, identificada como médica, mas que não teria a habilitação para realizar procedimentos cirúrgicos estéticos.O caso foi registrado como exercício ilegal da profissão. Ela foi conduzida à Delegacia.

Não foi informado quem solicitou o mandado de busca e apreensão cumprido pela PM . De acordo com a ocorrência, a proprietária se apresentou como médica obstetra e ginecologista, mas não mostrou documentos comprobatórios da regularidade de funcionamento da clínica.

No momento da ação da PM, uma paciente fazia a retirada de pontos de uma miniabdominoplastia, que é um procedimento de correção da flacidez no abdômen. A paciente contou que fez a cirurgia com a médica em um hospital de Juiz de Fora e que pagou R$ 1,2 mil.

A ocorrência não informou o nome da unidade hospitalar onde a cirurgia foi realizada, mas os policiais ligaram para o estabelecimento que não confirmou a realização da cirurgia.

Foram apreendidos diversos materiais destinados a cirurgias diversas e tratamentos como agulhas, seringas, aparelhos eletrônicos, medicamentos e instrumentos ferramentais cirúrgicos, como indícios da prática irregular da medicina.

Na residência da mulher, foram encontrados vários instrumentos cirúrgicos, máquinas de cartão de crédito e débito, notebook, diversos contratos de serviço e termos de responsabilidade cirúrgicos.

A mulher preferiu permanecer em silêncio e alegou que só se pronunciará em juízo. A ocorrência informou que a mulher não recebeu voz de prisão “devido o crime praticado ser de competência do Juizado Especial Criminal, por se tratar de infração de menor potencial ofensivo, conforme Art 61 da lei 9.099/95”.

A autora assumiu o compromisso de comparecer ao juizado competente, conforme audiência marcada.

Informações G1