Oito pessoas morreram nas estradas estaduais durante o feriado de Corpus Christi

(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Mesmo com o trânsito lento na volta à rotina nas estradas brasileiras – ocasionada pela paralisação dos caminhoneiros –, o feriado de Corpus Christi, pelo menos em Minas Gerais, deixou mortos entre a última quinta-feira e esse domingo. De acordo com balanço divulgado na tarde dessa segunda-feira (4) pela Polícia Militar (PM), oito pessoas morreram nas estradas estaduais.

O número, ainda conforme com a corporação, é menor se comparado com o mesmo período do ano passado. Em 2017, 11 pessoas morreram nas rodovias, totalizando, dessa forma, uma queda de 27%. Os policiais atribuem as mortes à falta de atenção nas estradas, animais na pista, embriaguez e uso indevido do celular ao volante. O número de pessoas feridas também diminuiu, caindo de 217 para 125, neste ano.

Quanto aos dados de ocorrências sem vítimas, a PM apresentou também queda de 46%. Isso porque, em 2017, os agentes militares rodoviários registraram 99 casos e, neste ano, o total de registros feitos pelos policiais foi de 53.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), devido à paralisação dos caminhoneiros, não fez operações nas estradas federais que cortam o estado. Portanto, não há números sobre ocorrências neste feriado.

ESTADO DE MINAS