NOVA OFICINA DE GRAFITE REÚNE ALUNOS DO FAPI

_MG_2296

Dentro das atividades de encerramento do projeto Olhar Cultural em Barroso, aconteceu durante a tarde desta sexta-feira (18) uma nova oficina de grafite com o artista plástico Rudson Costa, que já havia participado do projeto em maio deste ano. A oficina foi ministrada para alunos da Escola Estadual Francisco Antônio Pires, na quadra da escola.

_MG_2316
Rudson (centro) e Jonas (camisa roxa)

O artista plástico, de Cachoeira do Itapemirim (ES), mostrou aos participantes como o grafite serve de ferramenta artística social e ambiental. Os jovens puderam treinar desenhos em folhas, que serviram de inspiração para Rudson criar um grafite, que os alunos ajudaram a pintar. “Eu já estou realizando oficinas do mesmo tipo na minha cidade e é muito gratificante incluir e mostrar aos jovens essa arte que é o grafite”, conta Rudson.

Um dos alunos que participou da primeira oficina e estava presente na atividade foi Jonas Oliveira, 17 anos. O jovem conta que desenha desde criança, mas em 2012 começou a se interessar por grafite. “Foi muito bom poder participar de novo de uma oficina com o Rudson, gosto muito do tipo de grafite dele”, afirma.

_MG_2311 _MG_2313 _MG_2310 _MG_2301

A programação de encerramento do projeto começou na quinta-feira (17) com à peça “Planeta Água”, premiado musical infantil escrito e dirigido pelo renomado diretor Anderson Oliveira, do musical “A Princesa e o Sapo”, que recebeu o Prêmio Botequim Cultural. Com a temática da água, o espetáculo promoveu reflexões a respeito da preservação deste recurso. Na quinta-feira (17), foram três apresentações para alunos e professores das escolas municipais da cidade, com sessões às 9 horas, 13h30 e 15 horas. Já na sexta-feira (18), alunos das demais escolas e moradores interessados puderam comparecer ao Auditório Iracema Rocha.

 

O programação termina com uma capacitação de professores no dia 22, cujo tema é “Sustentabilidade e Propostas Vivenciais”. A capacitação será realizada pela bióloga e educadora ambiental Silvia Gomes Pires Carvalho no Auditório Iracema Rocha, às 17h30, onde também serão entregues os certificados das oficinas de fotografia e de grafite que aconteceram em maio, também pelo projeto Olhar Cultural. Os trabalhos dos participantes ficarão expostos no local.

Olhar Cultural

Com o objetivo de estimular a conscientização ambiental da comunidade por meio de apresentações de teatro e música, oficinas e capacitações, o projeto Olhar Cultural já beneficiou cerca de 1400 pessoas direta e indiretamente desde maio, quando tiveram início as atividades. A programação termina neste mês com cerca de 223 professores capacitados, mais de mil alunos de escolas públicas atingidos, além de membros da comunidade.

O Olhar Cultural é realizado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com patrocínio da LafargeHolcim e apoio da Prefeitura Municipal de Barroso. O projeto tem também parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, a Secretaria Municipal de Educação, a Secretaria Municipal de Obras, a Policia Militar, a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis (Ascab) e a ONG Comunidade Ativa.