Foto do menor enviada para o WhatsApp do Barroso EM DIA

O menor de idade, 16 anos, que confessou o crime em julho deste ano, no Distrito do Elvas, tentou contra a vida de outra mulher.

Segundo informações, ele teria usado uma faca e estava com um capuz quando agrediu uma mulher com cerca de 30 anos que é moradora da região do Elvas.

A tentativa de estupro teria ocorrido no Elvas, quando o menor teria invadido a casa da vítima e arrastado a mulher para um matagal. Porém, a mesma teria conseguido se livrar do criminoso e chamado a polícia. As duas filhas da mulher, que também estavam na casa, conseguiram fugir.

Segundo testemunhas, ele teria tentado se esconder, mas acabou descoberto por populares que chamaram a polícia. A vítima foi encaminhada para o Hospital das Mercês em São João del Rei. Ela teve cortes nas mãos e escoriações na cabeça e braço, mas não corre risco de morrer.

A reportagem ainda não conseguiu contato com a Policia de Tiradentes, responsável pela região, mas levantou informações que o menor está acompanhando do genitor e estão sendo realizados contatos para efetivar a internação do mesmo.

A perícia está no local realizando os trabalhos.

 

Assista ao vídeo com o depoimento da vítima:

COMUNICADO.
 
O Barroso EM DIA entende a indignação dos leitores com a violência. No entanto, ao omitir a identidade de um menor de idade suspeito de crime, o site cumpre uma determinação legal, o que é dever de cada cidadão ou empresa. No caso, o site seguiu o que estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), criado em 1990. O ECA impede veículos de comunicação de identificar por nome, apelido, ou através de imagens, crianças (de zero a 11 anos) e adolescentes (de 12 a 17 anos) envolvidos em “atos infracionais”, nome que a legislação dá aos crimes cometidos por menores de 18 anos. Se desobedecer à lei, pode ser multado, apreendido ou ter sua publicação suspensa por dias.
 
Contamos com a compreensão de todos. Por mais que seja a vontade de muitos, o site precisa e deve seguir as leis existentes no país.

CRIME EM JULHO

De acordo com informações do Doutor Ernane Barbosa, Juiz da 2ª Vara Criminal de São João del Rei, a repórter Carlas Gomes, do Jornal Gazeta, o menor de idade, envolvido no crime, e que até então era considerado apenas testemunha, assumiu o assassinato.

Relembre o caso. Clique aqui