Os dois mais votados em Barroso livraram Temer
Os deputados federais mais votados em Barroso, com apoio das principais lideranças locais, ajudaram na noite de quarta-feira (2), a manter o Presidente Michel Temer (PMDB) no poder, mesmo depois de todo o escândalo causado pela delação e gravações dos executivos da JBS. Dos 26 que tiveram votos em Barroso e que estão exercendo mandato na Câmara, 11 votaram a favor de Temer, 11 contra e outros 4 não votaram.
 
A FAVOR DE TEMER
Apoiado pela ex-prefeita Eika Oka de Melo (PP) e seu grupo político, o deputado Luiz Fernando, que teve 4 mil e 924 votos em Barroso votou a favor de Temer e disse confiar no relatório que “absolvia” o Presidente. Segundo mais votado e que teve o atual Prefeito Reinaldo Gambá (PSDB) e grande parte de seu grupo como apoiadores, o deputado barbacenense, Bonifácio Andrada (PSDB), no alto de seu décimo mandato, também votou favorável. Em 2018, seu filho, o ex-prefeito de Barbacena Toninho Andrada, será candidato a Deputado Estadual. Confira abaixo a lista dos demais deputados votados em Barroso que absolveram Temer e impediram sua investigação pelo Supremo Tribunal Federal.
 
CONTRA TEMER
Apoiado pelo PT local, o deputado Reginaldo Lopes, que teve 957 votos e foi o terceiro mais votado em Barroso, votou contra Temer. Acompanhou ele, o deputado da Renovação Carismática Católica, Eros Biondini, votado por 174 barrosenses em 2014. Confira abaixo a lista dos demais deputados votados em Barroso que votaram contra Temer.
 
ANÁLISE
O cientista político barrosense e colunista do Barroso EM DIA, Antônio Claret, opinou sobre a posição dos deputados. “Os deputados federais majoritários em Barroso que votaram a favor de Temer, a todos nos parece, o fizeram por um preço. Por isso, quando nos próximos 12 meses a nossa cidade for ‘beneficiada’ por uma emenda, uma benfeitoria pontual, um agrado a algum político, todos saberemos o verdadeiro preço desta ação e quanto ela custou de verdade ao Brasil”.
 
 
LISTA COMPLETA DEPUTADOS VOTADOS EM BARROSO
Aqueles que tem o (*) são os que receberam doação da JBS. Fonte: Jornal O Tempo.
 
FAVOR DE TEMER
* Luiz Fernando (PP) – 4.924 votos.
Bonifácio Andrada (PSDB) -1.164 votos.
Domingos Sávio (PSDB) – 181 votos.
Marcus Pestana (PSDB) – 72 votos.
Leonardo Quintão (PMDB) – 38 votos.
Dâmina Pereira (PMN) – 27 votos.
Raquel Muniz (PSC) – 23 votos.
* Aelton Freitas (PR) – 22 votos.
*Dimas Fabiano (PP) – 18 votos.
*Rodrigo de Castro (PSDB) – 14 votos
Marcelo Aro (PHS) – 14 votos.
Misael Varela (DEM) – 14 votos.  
 
CONTRA TEMER
*Reginaldo Lopes (PT) – 957 votos.
Eros Biondini (PROS) – 174 votos.
Padre João (PT) – 155 votos.
*George Hilton (PRB) – 73 votos.
Júlio Delgado (PSB) – 71 votos.
Sub-tenente Gonzaga (PDT) – 53 votos.
*Stefano Aguiar (PSB) – 31 votos.
*Lincoln Portela (PRB) – 20 votos.
*Jô Moraes (PC do B) – 16 votos.
*Patrus Ananias (PT) – 13 votos.
*Gabriel Guimarães (PT) – 12 votos.
 
ABSTENÇÃO

Não votaram na sessão da Câmara dos Deputados, quatro deputados que tiveram votos em Barroso. Eduardo Barbosa (PSDB) não compareceu à votação devido a morte da esposa em acidente na BR-040 em Barbacena no último domingo. Odair Cunha (PT), apoiado em Barroso pelo vereador Kiko do Bedeschi, também não votou, pois está afastado do mandato por estar ocupando a Secretaria Estadual de Governo de Minas Gerais. Já Rodrigo Pacheco (PMDB) se absteve justificando que por ter sido presidente da Comissão de Constituição e Justiça optaria pela imparcialidade já que a CCJ já havia votado a matéria sobre sua presidência. 

VEJA O QUADRO DE QUANTO CADA UM GANHOU EM
EMENDA PARLAMENTAR NOS ÚLTIMOS MESES
4789ba97-dfdb-45af-b2d5-fe418c5bc7ef